Lays Ramires - 10 de Agosto


10 de Agosto de 2021


Sinto que os ensaios noturnos tendem a render um pouco mais. Acredito que o clima inicialmente fresco nos deixe inconscientemente mais dispostos, tardando um pouco o esgotamento em relação aos encontros que ocorrem em outros períodos.

Ainda durante o dia a conhecer e aprender uma nova canção popular. A música é um chorinho com notas agudas e melodia desafiadora.


Uma das molas propulsoras destes nossos processos de criação é justamente a necessidade de absorção rápida e precisa. Na verdade, creio que esta seja uma habilidade necessária para todo teatro. Isso nos obriga a estarmos mais ligados e intensos em vários níveis de percepção.


Nestes momentos ficam evidenciadas nossas fragilidades e nos recorda a importância do treinamento constante de todas as nossas ferramentas. Muitas vezes trabalhamos o corpo de forma periférica e nos esquecemos de trabalhar a voz, o ouvido, a musicalidade e o ritmo. O ator é este ser completo, integral... integrado.


Juntos, ao chegarmos à sala nos ajudamos a aprender e fixar o chorinho, ainda antes da preparação corporal.


Ao dar início à prática física pudemos mais uma vez experimentar a descoberta de espacialidades internas, ativadas a cada encontro de uma forma diferente. Toda a movimentação proposta visava buscar um maior alcance de flexibilidade, propondo um “destravamento”. É natural que muitas vezes, ao alongarmos determinada parte do corpo, tensionemos uma outra. A atenção esteve bastante voltada a esta observação. Quando esticamos os braços para o alto, o espaço entre ombros e orelhas desaparece e tudo aquilo que deveria ser expandido vai por água abaixo. O diretor segue nos orientando, tocando, estimulando individualmente e os espaços vão se abrindo. Existem muitas questões que aparentemente são irrelevantes, mas que são fundamentais para construção. Na verdade, nada, absolutamente nada pode ser irrelevante quando se busca uma prática consciente.


No encontro de hoje, conhecemos também uma sequência de alongamento com alguns desdobramentos bastante desafiadores, pelo menos para mim. A sequência voltará em outros encontros, de modo que poderei aprimorá-la.


Nessa noite de terça-feira também foram feitos experimentos de algumas marcações e construções imagéticas que poderão ser utilizadas no espetáculo.