Vinícius Pestana - 10 de Agosto


10 de Agosto de 2021


Antes de começar qualquer exercício, paramos, respiramos e nos conectamos com a sala de trabalho, deixando todos os pensamentos externos, pro lado de fora, para que estejamos inteiros e presentes!


Os exercícios que fazemos nos início dos encontros, traz muito essa conexão consigo mesmo, de entender seus limites, superar as barreiras que nós mesmos colocamos, e entender as frustrações que surgem durante o caminho.


Numa sequência de movimentos, acompanhada da respiração evidenciada, vamos soltando nosso corpo, alongando e atingindo a expansão que se deve ter um corpo presente, um corpo dilatado.


Hoje conhecemos uma nova música que também poderá fazer parte do espetáculo, um chorinho, característico por ser cantado num tom mais agudo, essa é uma das barreiras que encontrei, e que preciso trabalhar. No canto além de trabalharmos nossas vozes, é preciso aguçar nossa audição, para nos encontrar durante uma música cantada em coro por exemplo, sigo buscando quebrar essas barreiras, e vencer as dificuldades encontradas.